Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Claudia Violante
SÃO PAULO, 31 Jan (Reuters) – As taxas dos contratos futuros
de juros recuavam nesta quarta-feira, acompanhando à distância o
recuo do dólar ante o real em dia de expectativa pela decisão do
Federal Reserve, banco central norte-americano, sobre a taxa de
juros do país.
"A primeira alta de juros neste ano (nos EUA) só deve vir em
março", comentou um gestor de derivativos de uma corretora
local, lembrando que não havia expectativa de aumento de juros
agora.
Às 17:00 (horário de Brasília), o banco central
norte-americano divulga a última decisão de política monetária
sob o comando da chair Janet Yellen, que será substituída por
Jerome Powell. Ele compartilha a visão dela de que manter a taxa
de juros em trajetória lenta de alta permitirá que o desemprego
caia mais.
O Fed deve manter a taxa de juros nesta tarde e sinalizar
aperto gradual da política monetária neste ano uma vez que a
economia dos Estados Unidos continua expandindo e os ganhos de
trabalho permanecem sólidos.
Os investidores vão focar na avaliação sobre a inflação, que
permanece abaixo da meta de 2 por cento, nos riscos que o Fed vê
ao seu cenário econômico e em qualquer avaliação sobre o impacto
da reforma tributária da administração do presidente do país,
Donald Trump, sobre o crescimento.
Internamente, os investidores seguiam monitorando as
negociações do governo para garantir apoio para a aprovação da
reforma da Previdência, cuja votação em primeiro turno está
marcada para 19 de fevereiro na Câmara dos Deputados. O governo
ainda não reuniu os 308 votos necessários para sua aprovação.
O dólar operava em queda ante o real , depois de subir
mais de 1 por cento nos dois pregões anteriores e com os
investidores também à espera do Fed. L2N1PQ6MG
Mais fraca, a moeda norte-americana gera menos pressão sobre
a inflação e favorece a trajetória de corte de juros do Banco
Central.
O trecho mais curto da curva a termo tinha oscilações ainda
mais tímidas do que o trecho longo, sem alterações na
precificação para a trajetória da Selic.
Os DIs indicavam cerca de 90 por cento de chances de corte
de 0,25 ponto percentual da Selic em fevereiro, próxima reunião
do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, ante
cerca de 100 por cento no pregão passado, com o restante
indicando manutenção, segundo dados da Reuters. BCBWATCH
Para março, a curva indicava cerca de 30 por cento de
chances de outro corte de 0,25 ponto na taxa básica de juros,
igual à véspera, segundo operadores. O restante precificava
manutenção.
Atualmente, a Selic está em 7 por cento ao ano, mínima
histórica.
Veja as taxas dos principais contratos de DIs às 10:44:
mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
APR8 2DIJJ18 6,67 6,673 -0,003
JAN9 2DIJF19 6,8 6,81 -0,01
JAN0 2DIJF20 7,99 8 -0,01
JAN21 2DIJF21 8,78 8,81 -0,03
JAN23 2DIJF23 9,47 9,51 -0,04

(Edição de Patrícia Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia