Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A semana começou com o índice Bovespa ajustando depois da euforia dos últimos dias, em recordes sucessivos, com a primeira decisão política de 2018 na condenação, em segunda instância, do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo TRF-4. Com isso, as atenções se voltam agora para os indicadores globais, temporada de balanços e também para os demais mercados acionários, em especial os Estados Unidos.

Há pouco, o Ibovespa seguia em queda de 0,64% aos 84.983 pontos. O giro financeiro seguia para os R$3 bilhões. O IEE segue em alta de 0,49%.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

As ações com ganhos
Fibria ON, alta de 6,27%; JBS ON, alta de 3,09%; Cemig PN, alta de 2,02%; Usiminas PNA, alta de 1,40%; e Vale ON, alta de 1,40%.

As ações com perdas
WEG ON, queda de 3,20%; BBSeguridade ON, queda de 2,77%; Bradesco ON, queda de 2,59%; Loja Renner ON, queda de 2,33%; e Bradesco PN, queda de 1,82%.

O Itau Unibanco ON estava em queda de 1,45%.
O Banco do Brasil ON seguia em queda de 0,43%.
A Eletrobras ON estava em alta de 0,69%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, segue em queda na bolsa de Futuros de Londres a 0,97% a US$69,26 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 1,15%, cotado a US$ 65,39 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em queda de 0,09% a US$74,33 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1033,42, alta de 0,33%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1000,00 a tonelada.


Assuntos desta notícia