Clicky

Ibovespa cai 8,80% e dólar tem maior alta em mais de 14 anos

mm black 728

Conforme antecipávamos em nossos comentários da manhã, o dia foi de caos nos diferentes segmentos do mercado local. O dólar abriu na máxima de +5,73% e travou, a Bovespa começou com queda de 10,5% e travou pelo circuit breaker e os juros em forte alta, notadamente os títulos prefixados, onde as apostas estavam concentradas na queda futura.

O Banco Central e o Tesouro Nacional logo cedo anunciaram que iriam atuar no sentido de manter a funcionalidade dos mercados e assim agiram. O Bacen fez diversas operações de swap cambial com cerca de US$ 5,0 bilhões e o Tesouro cancelou venda de LFTs e LTNs para controlar a volatilidade. A B3 (Bovespa) ampliou limites de oscilações de contratos futuros e mini-índice para tentar garantir liquidez aos negócios.

300×250 4 reais

Tivemos aberturas muito fracas e seguidos leilões de ações na Bovespa. Petrobras abriu com queda de mais de 20%, Banco do Brasil com -26%, Itaú com -18,8% e Vale um pouco mais comedida em queda de 11%; apesar da denúncia que Aécio havia comprado o cargo com R$ 40 milhões.

Do lado político, o ministro do STF Fachin afastou Aécio Neves de atividades públicas, pediu a entrega de passaporte e mandou prender a irmã de Aécio e primo. Fachin abriu inquérito contra o presidente Michel Temer e o presidente do Senado, Eunício Oliveira. De outra feita, já tivemos saída de ministro das Cidades e outros podem sair, além de partido da base que já se manifestaram contra. Outro fator são os quatro pedidos de impeachment registrados e ainda o julgamento da chapa Dilma-Temer marcado e reconfirmado para o dia 06 de junho.

A declaração de Temer não teve nada de contundente, exceto de que não vai renunciar e os mercados voltaram a reagir levemente em queda após a fala do presidente, avaliando as possíveis defecções em sua base de apoio, inclusive já com dois ministros demissionários. Os mercados terão que avaliar pontualmente os desdobramentos da crise e quase nada está garantido. Certamente, tudo ficou mais complicado e a divulgação de mais dados pode tornar a situação ainda mais frágil.

Os DIs tiveram dia de alta de juros (alguns fechando na máxima), o dólar encerrou com valorização de 8,07% e moeda cotada a R$3,387 e a Bovespa mostrou queda de 8,80%, com o índice em61597 pontos. Ações principais mostraram quedas acentuadas com forte destruição de valor das companhias. Inicialmente, as empresas exportadoras tiveram desempenho comparativamente melhor, mas isso pode não ser verdade na sequência.

Amanhã vamos ter mais um dia complicado e certamente com desdobramentos importantes mexendo com os mercados. No mercado acionário, dia de queda de 0,89% na bolsa de Londres, Paris com queda de 0,52% e Frankfurt com -0,33%. Madri com queda de 0,94% e Milão em alta de somente 0,07%. No mercado americano, dia de alta do Dow Jones de 0,27% e Nasdaq com 0,73%.

Na agenda de amanhã mais discursos de dirigente do FED e de dirigentes do BCE (BC Europeu).

Boa noite.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia