Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A bolsa de valores de São Paulo, que abriu em alta nesta segunda-feira, deve manter a volatilidade. Os investidores estão acompanhando o desempenho dos preços das commodities, em especial o petróleo, em dia de agendas esvaziadas. O radar deve ficar em notícias corporativas e na temporada de balanços corporativos, bem como na trajetória do dólar.

Há pouco, o Ibovespa estava em alta de 008% aos 83.187 pontos. O giro financeiro seguia para R$ 1 bilhão.

MetaTrader 300×250

As ações com ganhos

MRV ON, alta de 2,93%; Cyrela Realt ON, alta de 2,56%; B2W Digital ON, alta de 1,80%; Rumo ON, alta de 1,60%; e Magaz. Luiza ON, alta de 1,64%.

As ações com perdas

Bradespar PN, queda de 2,95%; Sabesp ON, queda de 3,40%; Smiles ON, queda de 7,02%; BR Malls ON, queda de 1,29%; e Localiza ON, queda de 0,53%.

Carteira Teórica

A B3 divulga a nova carteira teórica do Índice Bovespa que vai vigorar de 07 de maio de 2018 a 31 de agosto de 2018, com base no fechamento do pregão de 04 de maio de 2018. A carteira do Ibovespa registra a entrada de BTOW3 (B2W DIGITAL ON), CVCB3 (CVC ON) e GOLL4 (GOL PN), totalizando 67 ativos de 64 empresas.

Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Vale ON (11,360%), Itauunibanco PN (10,436%), Bradesco PN (7,735%), Ambev S/A ON (7,056%) e Petrobras PN (6,674%).

Para efeitos de comparação, os ativos que apresentaram o maior peso na composição da carteira anterior do índice válida de 02 de janeiro de 2018 a 04 de maio de 2018 foram: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), AMBEV S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

A B3 divulga regularmente três prévias das novas composições dos índices: a 1ª prévia, no primeiro pregão do último mês de vigência da carteira em vigor; a 2ª prévia, no pregão seguinte ao dia 15 do último mês de vigência da carteira em vigor e a 3ª prévia, no último pregão de vigência da carteira em vigor.

Commodities

 

O petróleo WTI segue em alta  de 1,23%, cotado a US$ 70,59 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,48% a US$67,26 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.132,40, alta de 0,20%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.037,80 a tonelada, alta de 0,10%.


Assuntos desta notícia