Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Karen Brettell
NOVA YORK, 2 Mai (Reuters) – O dólar dos EUA caiu em relação
às máximas de 2018 nesta quarta-feira, depois que o Federal
Reserve indicou que a inflação pode ficar acima da meta de 2 por
cento, elevando a preocupação de que a acomodação monetária
continuará frouxa mesmo quando ele elevar os juros.
O banco central norte-americano manteve a taxa de juros
nesta quarta-feira e disse em comunicado que a inflação "se
moveu par perto" de sua meta e que "em uma base de 12 meses é
esperado que ela continue próxima ao objetivo simétrico do
comitê (federal de mercado aberto) no médio prazo".
"Os mercados estão muito focados na linguagem simétrica, que
é um tipo de código de que estão dispostos a deixar ultrapassar
sua meta de inflação", disse Mark McCormick, diretor de
estratégia de marketing da TD Securities.
"Se a inflação se elevar e eles não responderem, estão
essencialmente mantendo a acomodação na economia da mesma
forma", disse McCormick. "Isso é negativo para o dólar porque a
moeda precisa de taxas reais mais altas para atrair o
financiamento do resto do mundo."
As taxas reais se ajustam para o impacto da inflação.
O índice do dólar ficou negativo no dia, caindo 0,10
por cento a 92.358, após subir antes do comunicado do Fed para
92.718, o nível mais alto desde 28 de dezembro.

(Por Karen Brettell)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447509))
REUTERS SI ID

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia