Clicky

Focus semanal do Bacen veio positiva com inflação de 2017 em queda

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Mercados operando em velocidade abaixo da de cruzeiro. Nossa sensação é de que os investidores estão esperando a definição de dois fatos maiores: a reunião do Copom e a primeira coletiva de imprensa oficial de Donald Trump (no mesmo dia), que toma posse no próximo dia 20/01. Além disso, nove de seus secretários designados serão sabatinados pelos senadores nessa semana.

Como se isso não bastasse a semana embute vários indicadores de conjuntura a serem anunciados como vendas no varejo (amanhã) e IPCA de 2016 e nos EUA também indicadores importantes e muitos discursos de dirigentes do FED, incluindo a presidente Janet Yellen.

MetaTrader 300×250

Na nossa visão serão fatores determinantes do comportamento dos mercados nos próximos dias e a prudência acaba sendo a postura recomendada. Daí derivam volumes baixos transacionais e pressões vendedoras não tão bem absorvidas. Aqui, além de tudo ainda temos que assimilar preços do petróleo e minério de ferro, determinantes para o comportamento de Petrobras, Vale e siderúrgicas.
Nos EUA tivemos anúncio do índice de tendência do emprego calculado pelo Conference Board em queda de 2,2% no comparativo entre os meses de dezembro em 129,6 pontos. Tivemos ainda dois presidentes regionais do FED discursando (Rosengren de Boston e Lockhart de Atlanta), discorrendo sobre a necessidade de normalização mais rápida da política monetária, economia próxima da meta de emprego e inflação e que três altas de juros em 2017 é postura razoável.

Na sequência dos mercados no exterior o petróleo WTI negociado em NY mostrava queda de 3,04%, com o barril cotado a US$ 52,35. Há suspeitas de que a OPEP não conseguirá reduzir a produção de seus membros. O euro era transacionado em alta para US$ 1, 0574 e os notes americanos de 10 anos com taxa de juros em queda para 2,38%. O ouro e a prata eram negociados em alta na Comex e commodities agrícolas com comportamento misto na bolsa de Chicago. O minério de ferro fechou em alta de 2,0% no mercado spot chinês, com a tonelada em US$ 77,60.

No mercado local a pesquisa Focus semanal do Bacen veio positiva com inflação de 2017 em queda, PIB estabilizado em +0,50%, produção industrial subindo 1,00% (anterior em +0,88%) e Selic estabilizada em 10,25%. O saldo da balança comercial na primeira semana de janeiro registrou superávit de US$ 222 milhões. A Petrobras anunciou captação externa de no mínimo US$ 2,0 bilhões em títulos de 5 e 10 anos, e ainda recompra de títulos com vencimento até 2020. Segundo informação houve demanda de US$ 11 bilhões pelo prazo de 5 anos e US$ 9 bilhões para 10 anos.

Na sequencia dos mercados por aqui os DIs mostravam queda de juros para todos os vencimentos e o dólar era transacionado a R$3,198, em queda de 0,66%. Na Bovespa os investidores estrangeiros alocaram na sessão de 05/01 R$ 180,8 milhões, deixando o saldo do mês positivo em R$ 904,2 milhões. Segundo a Anbima as empresas brasileiras captaram R$ 178,5 bilhões em 2016 (+27,7%) e as emissões no exterior ficaram em R$ 69,1 bilhões.

No mercado acionário dia de alta para a bolsa de Londres de 0,38%, Paris com -0,45% e Frankfurt com -0,30%. Madri e Milão tiveram quedas de respectivamente 0,18% e 1,66%. No mercado americano, faltando cerca de uma hora para encerramento, o Dow Jones tinha queda de 0,29% e Nasdaq com +0,20%. Na Bovespa dia de alta de 0,10% e índice em 61729 pontos. Vale e siderúrgicas foram destaques de alta.

Na agenda de amanhã teremos a primeira prévia do IGP-M de janeiro, as vendas no varejo de novembro e levantamento da produção agrícola. Nos EUA sai a confiança do pequeno empresário de dezembro e os estoques no atacado de novembro. Obama faz seu discurso de saída e a China mostra inflação de dezembro.

Boa noite.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia