Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Jemima Kelly
LONDRES, 9 Nov (Reuters) – O dólar recuava contra o iene
nesta quinta-feira, pressionado pela possibilidade de atrasos
nos planos de reforma tributária do presidente dos Estados
Unidos, Donald Trump, e por rendimentos mais baixos dos
Treasuries.
As apostas de que as políticas de Trump vão impulsionar o
crescimento e a inflação, o que significa um ritmo mais rápido
de altas de juros nos EUA, levaram o dólar às máximas de 14 anos
na sequência da eleição de Trump e os rendimentos dos Treasuries
ao nível mais alto desde 2014 a mais de 2,6 por cento.
Mas, desde então, as apostas e o dólar recuaram.
Às 8h27 (horário de Brasília), a moeda norte-americana
recuava 0,36 por cento, a 113,46 ienes, pouco acuma da mínima de
oito dias atingida na quarta-feira e ainda bem abaixo da máxima
de oito meses de 114,735 ienes registrada na segunda-feira.
O rendimento do Treasury de 10 anos, que está correlacionado
à taxa dólar/iene, ficou em 2,329 por cento, tendo recuado da
máxima de sete meses de 2,477 por cento registrada no final de
outubro.
"Os rendimentos dos Treasuries recuaram e não acho que
alguém esteja terrivelmente otimista sobre o que teremos do
plano tributário republicano", disse o estrategista do Société
Générale Kit Juckes.
O euro subia 0,09 por cento, a 1,1603 dólar, enquanto a
moeda norte-americana perdia 0,06 por cento contra uma cesta de
moedas, a 94,806.
A expectativa é de que um projeto de lei de corte de
impostos diferente do que foi apresentado na Câmara dos
Deputados seja divulgado nesta quinta-feira no Senado dos EUA,
complicando a tentativa de reforma tributária republicana e
aumentando o ceticismo em Wall Street.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS CMO CV


Assuntos desta notícia

Join the Conversation