Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Claudia Violante
SÃO PAULO, 14 Jun (Reuters) – O dólar registrava leves
oscilações ante o real nesta quinta-feira, de olho na trajetória
da moeda norte-americana ante outras divisas no exterior e após
a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de anunciar que vai
acabar com seu programa de compras de títulos, mas que isso não
significava juros maiores no curto prazo.
A ação do Banco Central brasileiro ajudava a puxar a moeda
para baixo, depois que o dólar passou a subir ante divisas
emergentes no exterior.
Às 12:01, o dólar recuava 0,13 por cento, a 3,7089
reais na venda, depois de subir 0,17 por cento na véspera. O
dólar futuro tinha queda de cerca de 0,20 por cento.
"O anúncio do BCE de que vai encerrar suas compras de ativos
é provavelmente um pouco mais ousado do que os mercados
esperavam, mas isso é temperado pela promessa do BCE de manter
as taxas de juros por mais de um ano", escreveu a
economista-chefe da empresa de pesquisas macroeconômicas Capital
Economics (CE) para Europa, Jennifer McKeown.
O BCE decidiu nessa manhã encerrar o programa de compra de
títulos de 2,55 trilhões de euros no final do ano e informou que
os juros permaneceriam inalterados até o verão de 2019 (no
hemisfério Norte).
De outubro a dezembro, o BCE planeja comprar 15 bilhões de
euros em títulos por mês e fechar o esquema no fim de 2018.
A decisão do banco europeu vem um dia depois de o Federal
Reserve, banco central norte-americano, ter anunciado que
pretende elevar os juros quatro vezes neste ano, ambas decisões
com implicações sobre o fluxo global de recursos e impacto sobre
países emergentes, como o Brasil.
No exterior, o dólar abandonou a queda ante a maioria das
divisas de países emergentes e passava a subir, impactando na
trajetória doméstica.
A continuidade da atuação discricionária do BC brasileiro,
entretanto, segurava o movimento no mercado local. Nesta manhã,
anunciou e vendeu integralmente um lote de até 40 mil novos
swaps cambais, ou 2 bilhões de dólares. No fim da semana
passada, o BC informou que injetaria 20 bilhões de dólares até
esta sexta-feira por meio de swaps cambiais; até agora, foram 15
bilhões de dólares deste total.
O BC vendeu ainda a oferta integral de até 8.800 swaps
cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares,
para rolagem, já somando 4,4 bilhões de dólares do total de
8,762 bilhões de dólares que vence em julho. Se mantiver esse
volume até o final do mês, fará rolagem integral.

(Edição de Patrícia Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation