Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A Bolsa de Valores de São Paulo, que acompanhava a aversão global nesta segunda-feira, virou com os investidores partindo para o risco e no aguardo do Federal Reserve. Os preços das commodities também ficaram no foco desta sessão.

A cenário político interno segue no radar, porém segundo analistas, com as decisões da equipe econômica e com o novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfjan, que tomou posse nesta tarde em Brasília.

Profitchart Pro 300×250

Ao final, o Ibovespa operava em alta de 0,48% aos 49.660 pontos. O volume financeiro ficou aos R$4,5 bilhões.

O dólar comercial segurou a alta. No interbancário, a moeda ficou cotada aos R$3,485 na compra e R$3,486 na venda, alta de 1,62%.

Entre as ações com ganhos no Ibovespa estavam as ULTRAPAR ON, R$69,66, alta de 3,71 e variação de 5,63%; e CPFL ENERGIA ON, R$19,75, alta de 0,56 e variação de 2,92%).

Na contramão estavam as da GERDAU MET PNm, R$1,98, queda de 0,07 e variação de -3,41%; e MRV ON,R$10,31, queda de 0,25 e variação de -2.37%.

Petróleo

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto fechou nesta segunda-feira em baixa de 0,41% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 50,33.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,21 abaixo do valor final da sessão de sexta-feira passada, que foi de US$ 50,54.

O minério de ferro com 62% de pureza fechou em alta de 0,67% aos US$52,91 no porto de Qingdao.

O XLE, índice de energética no S&P, fechou em alta de 0,10% aos US$67,27.


Assuntos desta notícia