Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A Bovespa encerrou a semana com valorização de 0,87%. Nesta sexta-feira, a bolsa paulista manteve forte elevação, com os investidores olhando para os números das folhas de pagamento dos Estados Unidos, bem como para os indicadores domésticos reagindo nos meses de julho e agosto.

As ações de peso, Vale e Petrobras ajudaram nas valorizações, tanto semanal quanto no pregão de hoje.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 2,37% aos 59.616 pontos e volume financeiro em R$7,6 bilhões.

Análise Álvaro Bandeira

Depois de uma semana marcada pelo impeachment da ex-presidente, Dilma Rousseff, o mercado financeiro, que estava precificado com a decisão, voltou a operar para cima nesta sexta-feira. Os investidores pegaram carona nos demais internacionais com as folhas de pagamento nos Estados Unidos.

Para o analista-chefe e sócio da ModalMais, Álvaro Bandeira, o próximo passo é que será o desafio. “Depois da semana movimentada, o que se espera são as medidas fiscais, as reformas, as aprovações e as disputas no Congresso Nacional com a velocidade e profundidade que se espera, embora o governo já tenha sinalizado os R$269 bilhões para a infraestrutura, será o lado bom da mudança de governo. Sabemos que isso tudo não é imediato e os investidores sabem disso”, considerou Bandeira.

Para 2017, o analista explica que o PIB será o foco central. ” No segundo momento,o que se espera para 2017 é uma elevação do PIB em 1,6%, o teto de gastos aprovado e o déficit fiscal reduzido. Com esse cenário, do lado acionário, com certeza a Bovespa vai buscar os 61 mi pontos a 63 mil”, pontuou.

Já o movimento desta sexta-feira, com o Ibovespa acima dos 59 mil pontos, o Payroll pesou nos mercados. “Os benefícios refletiram mais nos mercados internacionais, inclusive no nosso, do que em Nova York. Os indicadores subindo, mas nem como o esperado, levanta a cautela de que a economia por lá não está fortalecida como se espera”, finalizou Álvaro Bandeira.

Entre as ações com ganhos no Ibovespa estavam as da Usiminas PNA, alta de 10,17%; Gerdau Metalúrgica PN, alta de 8,03%; Sabesp ON, alta de 6,68%; Gerdau PN, alta de 5,81%; Energias BR ON, alta de 0,07%; e Siderúrgica Nacional ON, alta de 10,23%.

Na contramão estavam as ações da Suzano Papela PNA, queda de 1,01%; Fibria ON, queda de 1,53%; Kroton ON, queda de 1,00%; e Klabin UNT 1,45%.

A Petrobras ON ficou em alta de 5,11% e a PN em alta de 4,38%. A Vale ON ficou em alta de 4,59% e a PN em alta de 3,96%.

A valorização das ações da Petrobras se deu com os preços do petróleo e também com as decisões no Programa de Desinvestimento, como o PDIV anunciado hoje.

A petroleira brasileira obteve inscrições de 11.704 empregados no Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário da Petrobras (PIDV- 2016). O início do período para adesões foi em 11 de abril e encerrados na última quarta-feira (31).

O número ainda pode ser alterado em função de inscrições realizadas em papel e postadas até 31 de agosto. Até a data de homologação da rescisão, os empregados podem desistir da adesão. O cronograma de desligamentos foi iniciado em 16 de junho e, até o momento, 2.450 empregados tiveram seus contratos de trabalho encerrados.

Conforme divulgado, a Petrobras usou como referência no planejamento do programa o quantitativo de cerca de 12 mil empregados, com um custo previsto de R$ 4,4 bilhões e uma economia esperada de R$ 33 bilhões até 2020.

Carteira teórica

Na carteira teórica, divulgada hoje pela BM&FBovespa, que passa a vigorar entre 05 de setembro de 2016 a 29 de dezembro de 2016, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do Ibovespa: Itauunibanco PN (10,711%), Ambev S/A ON (8,588%), Bradesco PN (7,930%), Petrobras PN (5,427%) e BRF SA ON (4,238%).

Commodities

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro fechou nesta sexta-feira em forte alta de 3,03% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 46,83.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 1,38 acima do valor final da sessão de ontem, que foi de US$ 45,45.

Já o barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em forte alta de 2,97%, cotado a US$ 44,44, embora tenha acumulado na semana uma queda de 6,72%.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em outubro subiram US$ 1,28 em relação ao fechamento de ontem.

O minério de ferro fechou em queda de 0,19% aos US$58,86 no porto de Qingdao na China.


Assuntos desta notícia