Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em queda nesta quarta-feira, com os investidores corrigindo os exageros dos últimos e elevando os lucros com as vendas. A Vale recuou e a Petrobras ligeiramente para cima. A queda nas reservas de petróleo dos Estados Unidos pesaram nos preços da commodities nos mercados internacionais.

Por outro lado, as vendas também refletiram as expectativas para a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), Banco Central do Brasil, para a taxa referencial de juros, a Selic.

MetaTrader 300×250

Logo depois do fechamento, o Copom anunciou o corte de 0,25 p.p e trazendo a taxa para 14% ao ano, recuo depois de quatro anos.

No comunicado, o Copom explica que a ligeira deflação teve peso na decisão unânime, embora reconhecendo os riscos no cenário doméstico e esperando uma inflação em 4% no longo prazo.

Ao final, o Ibovespa recuou 0,43% aos 63.505 pontos. O volume financeiro ficou em R$8 bilhões.

Entre as ações com ganhos ficaram as da Kroton ON, alta de 1,93%; BM&FBovespa ON, alta de 2,24%; Cyrela Realt ON, alta de 1,57%; Gerdau Metalpurgica PN, alta de 1,49%; e Localiza ON, alta de 1,46%.

Na contramão estavam as ações da Cosan ON, queda 3,91%; Siderúrgica Nacional ON, queda de 2,73%; Rumo Log ON, queda de 2,48%; Natura ON, queda de 2,36%; e Marfrig ON, queda de 1,85%.

Carteira teórica

Na carteira teórica, que vigora entre 05 de setembro de 2016 a 29 de dezembro de 2016, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do Ibovespa estão Itauunibanco PN (10,594%), Ambev S/A ON (8,588%), Bradesco PN (7,955%), Petrobras PN (5,523%) e Petrobras ON (4,268%).

Commodities

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em alta de 2,6%, cotado a US$ 51,60 – seu valor mais alto desde julho de 2015 -, por influência da forte queda das reservas de petróleo nos Estados Unidos.

Ao final da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em novembro subiram US$ 0,31 em relação ao fechamento de ontem.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em novembro mantiveram-se estáveis em US$ 1,51 o galão, e os de gás natural com vencimento no mesmo mês caíram 9 centavos, para US$ 3,17 dólares por cada mil pés cúbicos.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro fechou nesta quarta-feira em alta de 1,91% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 52,67.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,99 acima do valor final da sessão de ontem, que foi de US$ 51,68.

O Brent se desvalorizou após a divulgação de uma inesperada queda das reservas de petróleo nos Estados Unidos.


Assuntos desta notícia