Clicky

BOM DIA INVESTIDOR: Política Pesa no Mercado Local

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Já sabíamos que a semana seria tensa por conta do início de julgamento do impeachment da presidente afastada. Porém, ontem tivemos novos lances que os mercados terão que ajustar na sessão de hoje. O Congresso aprovou o texto-base da LDO (lei de diretrizes orçamentárias) de 2017, mas não concluiu votação. A Câmara, por sua vez, adiou pela terceira vez a conclusão de votação da renegociação de dívidas de Estados por falta de quórum.

Ainda por aqui o presidente do STF Ricardo Lewandowski negou outro pedido de anulação do processo de impeachment produzido pela defesa de Dilma. Já Dilma participou de encontro contra o impeachment em São Paulo repetindo as mesmas tese. Enquanto isso, a Petrobras volta a cobrar dívida da Eletrobrás pelo fornecimento de combustível, no montante de R$ 5,4 bilhões.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Já o IBGE anunciou que o IPCA-15 de agosto (prévia da inflação oficial) desacelerou para 0,45% (anterior em 0,54%), acumulando inflação em 2016 de 5,66% e em 12 meses de 8,95%. Alimentos arrefeceram alta, mas ainda representaram quase metade da variação do índice no período. Citamos energia com queda de 1,87%, mas a difusão ampliou para 63,3%, vindo de 57,8%.

Na abertura por aqui os juros mostravam leve queda para quase todos os vencimentos e o dólar ainda sem comportamento definido. Agora o dólar tinha alta de 0,42%, cotado a R$ 3,244. Na Bovespa dia sinalizando queda para o índice futuro de 0,31%, já ajustando para os problemas políticos.

No exterior o petróleo volta a mostrar queda em função das previsões da API de aumento de estoques na semana nos EUA. Hoje o DOE ((departamento de Energia) anuncia os estoques de petróleo e derivados. Na Alemanha o PIB do segundo trimestre expandiu 0,4%, com taxa anualizada de 1,8%, mas em desaceleração frente alta de 0,7% do primeiro trimestre. Também foi divulgado superávit orçamentário de 1,2% do PIB. Na China o PBOC sugeriu valorização do yuan, mas mercado fechou em queda em relação ao dólar. O PBOC também ampliou a liquidez do sistema por operação de recompra reversa por 14 dias.

No Japão o governo manteve a avaliação de recuperação moderada da economia pelo sexto mês seguido. Na sequencia dos mercados as bolsas europeias com comportamento indefinido, mas com leve viés de alta. O petróleo WTI negociado em NY mostrava queda forte de 2,16%, com o barril cotado a US$ 47,06. O euro era transacionado em queda para US$ 1,1258 (acelerando) e os notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,55%, em alta. O minério de ferro registrou leve queda de 0,2% no mercado spot chinês, com a tonelada em US$ 61,50.

Hoje teremos agenda fraca nos EUA e sem capacidade de afetar os mercados, mas os olhos estão voltados para a reunião de Jackson Hole que começa amanhã, com discurso de Janet Yellen, presidente do FED, na sexta-feira.

Bom dia e bons negócios


Assuntos desta notícia