Clicky

BOM DIA INVESTIDOR: Dia positivo para os mercados

Chart Trading 728×90

O dia terminou com comportamento misto nos mercados da Ásia, alta nos principais mercados europeus (já afastados das máximas), e futuro do mercado americano no campo positivo. Internamente, ficamos na dependência da interpretação da última ata do Copom que pode aclarar os próximos movimentos da taxa de juros Selic em seu ciclo de baixa. O que se pretende é identificar se o movimento de queda permanecerá no padrão -0,25% ou se irá acelerar.

No Brasil, dia começando também tendo que ajustar a forte alta do minério de ferro no mercado spot chinês que teve limite de alta de 6% batido, e encerrou com valorização de 4,9%, função da menor oferta mundial. Na China, o PBOC sugeriu nova desvalorização da moeda yuan na paridade de 6,7744 por dólar. Já na Coréia, o governo divulgou que o PIB anualizado do terceiro trimestre desacelerou para expansão de 2,7% (anterior em 3,3%) e no trimestre observou expansão de 0,7%.

MetaTrader 300×250

Na zona do euro, os credores da Grécia aprovaram empréstimo de 2,8 bilhões de euros, isso depois do ministro alemão ter dito que o país não precisa de alívio nas finanças e sim de reformas. Na Alemanha, o índice IFO de sentimento empresarial subiu para 110,5 pontos, quando a previsão estava em 109,3 pontos.

Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,55%, com o barril cotado a US$ 50,80. O euro era transacionado já em queda para US$ 1,088 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros em alta para 1,78%. O ouro e a prata tinham altas na Comex e commodities agrícolas com comportamento misto na bolsa de Chicago.

No segmento local, as expectativas ficaram por conta da ata da última reunião do Copom que baixou a Selic para 14%, na tentativa de aclarar o ciclo de baixa da taxa. De forma geral, foram mantidos os termos mais duros do comunicado posterior à reunião com o Bacen afirmando que o esforço fiscal traz reflexos importantes sobre a desinflação que deu sinais de pausa recentemente. Segue identificando riscos de médio e longo prazo no ambiente externo e que foi muito discutido explicitar condicionalidades para o ritmo da flexibilização.

Ontem a Câmara não conseguiu concluir as votações de destaques do projeto do pré-sal, e hoje tem na pauta, a segunda votação da PEC dos gastos (241) que o governo quer chegar próximo de 400 votos (anterior em 366). O presidente do Senado faz encontro com parlamentares para começar a acertar a votação da PEC 241 na casa e, ontem, foi duro sobre invasão da PF no Legislativo.

Na sequência dos mercados, os DIs começaram o dia com taxa de juros em alta e o dólar depois de abrir em alta voltava a ceder 0,07%, com a moeda americana cotada a R$ 3,115. Para a Bovespa, as expectativas são de altas a partir de nova valorização de Vale, mas ainda temos indicadores importantes para serem anunciados.

Bom dia e bons negócios.


Assuntos desta notícia