Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

As Bolsas da Europa fecharam com os maiores ganhos em quase um mês nesta terça-feira, com as ações das empresas de commodities e bancos ajudando na recuperação, depois de quatro dias no vermelho. As atenções dos investidores estão nas atuações dos bancos centrais, Banco Central Europeu (BCE) e Federal Reserve (FED), com apostas de que as instituições manterão as políticas monetárias. Os dados da inflação do Reino Unido também pesaram.

Os índices da Itália e Espanha puxaram para recordes e levando o Stoxx para um dos maiores saltos em quase dois meses.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Entre as empresas para cima estavam a Remy Cointreau SA, 1,5%, e da Domino Pizza Group Plc, 6,5%, com as vendas melhores que as estimadas.

As apostas dos analistas estão na decisão de que o presidente do BCE Mario Draghi irá prolongar o programa de compra de títulos e uma decisão mais dura deverá ser tomada em dezembro.

Ao final, o Stoxx Europe 600 subiu 1,50% aos 342,48, em Londres. Em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 2,02% aos 16.966 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 ficou em alta de 1,43% aos 8.865 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 subiu 1,32% aos 4.508 pontos. Já em Frankfurt, o índice DAX 30 subiu 1,22% aos 10.631 pontos. Novamente em Londres, o índice FTSE-100 ficou em alta de 0,76% aos 7.000 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 1,71% aos 4.678 pontos.

Ainda nos mercados do Velho Continente, os indicadores da economia dos Estados Unidos também refletiram.

O Índice de Preços ao Consumidor (CPI) subiu 1,0% no ano até setembro de 2016, em comparação com um aumento de 0,6% no ano até agosto. A taxa em setembro 2016 foi a mais alto desde novembro de 2014, quando também foi de 1,0%.Os dados são do Departamento de Estatísticas do Reino Unido.

Detalhes no Boletim de Fechamento.


Assuntos desta notícia