Clicky

Profitchart Pro 728×90

As bolsas da Europa fecharam no vermelho nesta segunda-feira, com as empresas de tecnologia e com os investidores analisando os eventos políticos no Reino Unido e na França.

O setor de tecnologia no Stoxx 600 liderou as perdas, 3,6%, junto com os mercados dos Estados Unidos e a Ásia.

Chart Trading 300×250

Ao final da jornada, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,97% aos 386.62, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 1,00% aos 20.910; o Ibex 35 (Madri) caiu 1,24% aos 10.842; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,98% aos 12.690; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,21% aos 7.511; o CAC 40 (Paris) recuou 1,12% aos 5.240 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) recuou 0,77% aos 5.258.

O partido do presidente francês Emmanuel Macron ganhou com 32,3% dos votos ao lado do MoDem, aliado centrista, mais de 13 pontos percentuais à frente do grupo republicano, de acordo com a contagem dos últimos votos afirmou o Ministério do Interior da França.

No Reino Unido, o partido conservador seguiu para uma nova disputa, enquanto Theresa May se prepara para um confronto com seus legisladores que poderiam acelerar o fim de seu mandato.

A campanha eleitoral abriu uma nova frente no conflito interno de anos dos Tories sobre a adesão da Grã-Bretanha à União Europeia. Alguns dos ministros mais antigos de May estão planejando suavizar sua abordagem para deixar o bloco, potencialmente mantendo o país no mercado único e na união aduaneira. Em contraste, os adeptos de linha dura da Brexit estão determinados a forçar os planos da primeira-ministra para uma ruptura limpa.

Dois rivais de liderança em potencial, o secretário de Relações Exteriores, Boris Johnson, e o secretário de Brexit, David Davis, prometeram lealdade a Theresa May, dizendo que é hora errada para uma mudança no leme ou outras eleições gerais.


Assuntos desta notícia