Clicky

MetaTrader 728×90

As bolsas europeias seguem divididas nesta sexta-feira, com o cenário político puxando índices para baixo. Do lado positivo, os investidores estão digerindo os dados da balança comercial da China.

Os lucros das empresas também levantaram o sentimento na sexta-feira, com as ações da ArcelorMittal subindo 4,2%, depois de relatar um aumento de 20% no lucro, ajudado por um rali nos preços do aço e do ferro.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Perto do fechamento, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 seguia em queda de 0,08% aos 366.50. Em Milão, o índice FTSE-MIB estava em queda de 0,82% aos 18.790 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 estava em queda de 0,64% aos 9.377 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX 30 estava em alta 0,28% aos 11.675 pontos. Em Paris, o índice CAC 40 seguia recuado em 0,10% aos 4.821 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 subia 0,35% aos 7.254 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 estava em alta de 0,63% aos 4.623 pontos.

Na França, em dezembro de 2016, a produção na indústria de transformação caiu 0,8%, depois de uma alta de 2,4%, bem como em toda a indústria a queda foi de 0,9%, depois de 2,4%.

Na Itália, em dezembro de 2016, o índice de produção industrial ajustado sazonalmente aumentou 1,4% em relação ao mês anterior. A variação percentual da média dos últimos três meses em relação aos três meses anteriores foi de alta em 1,3%. Os dados são do Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos (INSEE).

No Reino Unido, o índice de produção para o quarto trimestre 2016 foi estimado para ter aumentado por 0,3%, revisado para cima de 00% na estimativa preliminar do produto interno bruto.

No Reino Unido, o déficit comercial em bens e serviços diminuiu para £ 8,6 mil milhões no quarto trimestre de 2016, na sequência de um aumento acentuado do déficit do trimestre anterior.

No Reino Unido, em dezembro de 2016, a produção da construção aumentou 1,8% em relação a novembro de 2016, em grande parte devido ao aumento de novos trabalhos. O trabalho comercial privado foi um dos principais motores do crescimento da construção, com expansão de 5,2% em dezembro. O padrão subjacente sugerido pelo movimento de 3 meses em 3 meses mostra uma ligeira expansão de 0,2% na produção, revisto de 0,1% na estimativa preliminar do PIB. Todos os dados são do Departamento Nacional de Estatísticas.


Assuntos desta notícia