Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

As bolsas europeias fecharam em território positivo nesta quinta-feira, com o setor bancário para cima. O banco francês, Société Générale e a petroleira, Total, engataram ganhos nas ações.

Um índice para o setor bancário estendeu seus ganhos de 1,3%, depois que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump prometeu para executivos da indústria que deve reverter regulamentos e anunciar um plano fiscal “fenomenal”.

MetaTrader 300×250

As companhias de petróleo e gás avançaram pela primeira vez em quatro dias, como os preços do petróleo subiu em e após lucro trimestral da Total.

Ao final da jornada, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,78% aos 366.79. Em Milão, o índice FTSE-MIB estava em alta de 0,94% aos 18.947 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 ficou em alta de 1,17% aos 9.438 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX 30 ficou em alta 0,86% aos 11.642 pontos. Em Paris, o índice CAC 40 ganhou 1,25% aos 4.826 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 ficou em alta de 0,57% aos 7.229 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 ficou em alta de 0,76% aos 4.594 pontos.

Os investidores estão olhando também as questões da política na França e na Alemanha, a situação dos Países Baixos, bem como as questões bancárias na Itália, e a possibilidade de novas eleiçõe lá, bem como o problema perene da Grécia.

Nesta quinta-feira, a França foi o centro das atenções novamente, desta vez com os resultados de terceiro maior banco listado do país por ativos, Société Générale, que viu as ações subindo 2,3%. Os lucros do quarto trimestre caíram, mas ainda superaram as previsões. A sua receita operacional aumentou para mais do dobro, auxiliada por menores provisões para créditos ruins, o que evidencia o atual otimismo sobre o setor bancário europeu.

As ações da Total ganharam 0,9%, depois que a principal empresa de energia marcou lucro no quarto trimestre, ajudada por cortes de custos pesados, maior produção de petróleo e uma recuperação dos preços do petróleo bruto  acima de US $50 o barril.


Assuntos desta notícia