Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

As bolsas europeias fecharam com ganhos nesta sexta-feira, com os investidores avaliando a extensão dos declínios que puxaram as ações para as mínimas em duas semanas.

Ao final da jornada, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,60% aos 391,51, em Londres e fechando a semana em queda de 1%; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 1,26% aos 21.567; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 1,41% aos 10.835; o DAX 30 (Frankfurt) subiu 0,39% aos 12.638; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,46% aos 7.470; o CAC 40 ganhou 0,66% aos 5.324 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 2,03% aos 5.176.

Chart Trading 300×250

O euro reforçou 0,7% para US$ 1,1182, elevando seu ganho esta semana para 2,2%, o máximo em cinco dias. A libra britânica ficou 0,5%, a mais alta em US$ 1,3002.

O temor dos investidores nas últimas semanas era com o cenário político nos Estados Unidos na “suposta” relação entre o presidente Donald Trump com a Rússia.

As ações voltaram para o terreno positivo, depois de nomeado o ex-diretor do FBI, Robert Mueller, como Conselheiro Especial para investigar os esforços russos para influenciar as eleições americanas de 2016, bem como possíveis conluios dos assessores de Trump.

Entre as empresas, a Dufry AG subiu 4,9%, o depois que um pedido de regulamentação mostrou que a Richemont adquiriu uma participação de 5% na varejista de viagens.

Os indicadores da Alemanha, em dia de agenda fraca, ficaram no radar dos investidores de Frankfurt.


Assuntos desta notícia