Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

As bolsas europeias fecharam para cima nesta sexta-feira, com os bancos puxando dois índices para baixo. Do lado positivo, os investidores digeriram os dados da balança comercial da China e os indicadores dos Estados Unidos, bem como as estimativas do Reino Unido.

A queda de 0,8 do índice bancário a queda para 3,9% do Stoxx na semana, o maior desde 26 de janeiro.

MetaTrader 300×250

Entre as ações em queda estavam as do Société Génerale SA, queda de 3% e Commerzbank AG, queda de 2,4%.

Uma pesquisa nesta sexta-feira mostrou apoio ao candidato francês de extrema-direita Marine Le Pen para a primeira rodada da eleição presidencial francesa aumentou um ponto para 26%.

As empresas de matérias-primas obtiveram um impulso com dados que mostraram que as exportações chinesas subiram 7,9% em termos de dólares em janeiro, o ritmo mais rápido em quase dois anos.

Os lucros das empresas também levantaram o sentimento na sexta-feira, com as ações da ArcelorMittal subindo 9,3%, depois de relatar um aumento de 20% no lucro, ajudado por um rali nos preços do aço e do minério de ferro.

Ao final da jornada, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,16% aos 367.39. Em Milão, o índice FTSE-MIB ficou em queda de 0,45% aos 18.862 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 ficou em queda de 0,64% aos 9.378 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX 30 ficou em alta 0,21% aos 11.666 pontos. Em Paris, o índice CAC 40 ficou em alta de 0,04% aos 4.828 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 subiu 0,40% aos 7.258 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 ficou em alta de 0,21% aos 4.604 pontos.

Na França, em dezembro de 2016, a produção na indústria de transformação caiu 0,8%, depois de uma alta de 2,4%, bem como em toda a indústria a queda foi de 0,9%, depois de 2,4%.

Na Itália, em dezembro de 2016, o índice de produção industrial ajustado sazonalmente aumentou 1,4% em relação ao mês anterior. A variação percentual da média dos últimos três meses em relação aos três meses anteriores foi de alta em 1,3%. Os dados são do Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos (INSEE).

No Reino Unido, o índice de produção para o quarto trimestre 2016 foi estimado para ter aumentado por 0,3%, revisado para cima de 00% na estimativa preliminar do produto interno bruto.

No Reino Unido, o déficit comercial em bens e serviços diminuiu para £ 8,6 mil milhões no quarto trimestre de 2016, na sequência de um aumento acentuado do déficit do trimestre anterior.

No Reino Unido, em dezembro de 2016, a produção da construção aumentou 1,8% em relação a novembro de 2016, em grande parte devido ao aumento de novos trabalhos. O trabalho comercial privado foi um dos principais motores do crescimento da construção, com expansão de 5,2% em dezembro. O padrão subjacente sugerido pelo movimento de 3 meses em 3 meses mostra uma ligeira expansão de 0,2% na produção, revisto de 0,1% na estimativa preliminar do PIB. Todos os dados são do Departamento Nacional de Estatísticas.


Assuntos desta notícia