Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

As bolsas de valores da Europa recuaram nesta sexta-feira, com os investidores digerindo o discurso de Donald Trump na Conferência de Ação Política Conservadora nos Estados Unidos. Além disso, o cenário político na França e os resultados financeiros também  seguiram no radar dos negociadores.

As commodities e os bancos também refletiram no comportamento de alguns índices.

MetaTrader 300×250

O Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,7%, em Londres; FTSE-MIB (Milão) recuou 1,18%; Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,42%; DAX 30 (Frankfurt) perdeu 1,20%; o CAC 40 (Paris) caiu 0,94%; FTSE-100 (Londres) recuou 0,38%; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,32%.

O índice DAX da Alemanha caiu 1,2%, ultrapassando o nível de suporte técnico de 11.900 que representou seu pico de janeiro. O benchmark esta semana subiu acima de 12.000 em negociação intraday, mas não conseguiu sustentá-lo em uma base de fechamento.

Entre as ações para baixo estavam as da Vivendi AS, 3,9%, com a empresa de mídia prevendo lucros de 2017 abaixo das estimativas dos analistas.

A BASF SE perdeu 2,9%, depois de ter dito que as perspectivas sombrias para a economia europeia vão pesar na perspectiva do fabricante de produtos químicos para o crescimento do lucro este ano.

O spread da volatilidade das ações da Europa mostrou pouca complacência do tipo visto antes do referendo de Brexit. O diferencial entre os meses de abril e maio, com a volatilidade das ações da Europa, são os riscos que as eleições francesas estão começando a refletir no rali dos mercados, conforme analistas.


Assuntos desta notícia