Clicky

Chart Trading 728×90

Por Danilo Masoni
MILÃO, 12 Out (Reuters) – O índice acionário alemão DAX
superou, nesta quinta-feira, a marca de 13.000 pontos
pela primeira vez em seus 30 anos de história, impulsionado pelo
ânimo dos investidores com preços relativamente atrativos e um
otimismo com o crescimento da economia global.
No Reino Unido, o índice FTSE também teve fechamento
recorde, subindo 0,3 por cento, impulsionado por uma nova queda
da libra depois que o negociador-chefe da União Europeia, Michel
Barnier, disse que as negociações do Brexit atingiram um
impasse.
Voltado para exportações, e maior índice da zona do euro,
com um valor de mercado de 1,2 trilhão de euros, o DAX chegou a
subir 0,2 por cento, para 13.002 pontos, antes de fechar com
alta de 0,1 por cento, enquanto o pan-europeu STOXX 600
permaneceu estável.
O DAX acumula 13 por cento de alta neste ano e está a
caminho de fechar o sexto ano consecutivo no terreno positivo, à
medida que as ações da região encontraram apoio nas políticas
monetárias expansionistas dos últimos anos e em meio a sinais de
fortalecimento dos resultados corporativos.
Nesta quinta-feira houve um incentivo extra, uma vez que
diminuíram as preocupações relativas à crise política na Espanha
devido ao referendo ilegal sobre a independência da Catalunha.
"Condições favoráveis de mercado, alívio devido à redução da
ameaça de separação catalã e um recorde de taxas de juros baixas
e política expansionista ajudaram a levar o DAX a um novo nível
recorde", disse o analista Fawad Razaqzada, da FOREX.com.
A principal alta desta quinta no DAX foi a Lufthansa
, que subiu 2,3 por cento.
(Reportagem adicional de Julien Ponthus)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF LC


Assuntos desta notícia

Join the Conversation