Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Os investidores dos mercados acionários devolveram os ganhos nesta terça-feira, com os preços do petróleo caindo forte no excesso da produção de alguns países que não são integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo ( OPEP), como a Líbia. Os Estados Unidos também ampliaram a produção com mais plataformas bombeando.

Na Ásia, as bolsas ficaram sem direção depois dos recordes em Wall Street ontem. Ainda por lá, o MSCI incluirá as ações da China em seu Índice de Mercados Emergentes a partir de junho de 2018, sinalizando um reposicionamento em grande escala de cerca de US $ 1,6 trilhão em fundos que acompanham o índice MSCI EM.

MetaTrader 300×250

No comunicado, o MSCI considerou o apoio dos investidores globais. “Esta decisão tem amplo apoio de investidores institucionais internacionais consultados pelo MSCI, principalmente, como resultado do impacto positivo na acessibilidade do mercado da China “A” do programa Stock Connect e do afrouxamento pelas bolsas de valores chinesas locais de pré-aprovação de requisitos que podem restringir a criação de veículos de investimento indexados em todo o mundo “, disse o MSCI no comunicado de hoje.

O MSCI selecionou 222 ações A, representando aproximadamente 0,7% do índice MSCI EM. Isso é mais do que as 169 propostas inicialmente. De acordo com o comunicado, será também lançado o índice provisório internacional, MSCI China A Large Cap, nesta quarta-feira.

Na Europa, a influência do petróleo refletiu nas ações das empresas de energia.

Por aqui, a grande expectativa ficou para a aprovação da Reforma Trabalhista, que acabou rejeitada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal.

A decisão, bem como o preço do petróleo, acabou derrubando o Ibovespa e dando força ao dólar.

Pelo segundo dia todas as agendas estavam praticamente esvaziadas.

ÁSIA

Os mercados asiáticos fecharam sem direção nesta terça-feira, com os investidores pegando carona ainda nos índices em Wall Street fechando em recordes. Os comentários do presidente do Federal Reserve de Nova York, Willian Dudley, também refletiram no comportamento de alguns índices.

Ao final da jornada, em Hong Kong, o índice MSCI Asian Pacific ficou em alta de 0,10% aos 155.37. O índice Asia Dow subiu 0,8% para 3.343. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em queda de 0,31% aos 25.843. O Xangai Composite ficou em queda de 0,14% aos 3.140. Na Índia, o índice Sensex, bolsa de Bombai, ficou em queda de 0,04% aos 31.297. O Nikkei 225, bolsa do Japão, ficou em alta de 0,81% aos 20.230 pontos. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em queda de 0,07% aos 2.369 pontos. O índice FTSE ST, Singapura, ficou em queda de 0,52% aos 3.230. O índice Topix subiu 0,7% em Tóquio.

O presidente do Fed de New York, William Dudley, alinhou-se com a presidente Janet Yellen ao declarar sua expectativa de que um mercado de trabalho apertado desencadeie uma recuperação nos dados da inflação que foram fracos nos últimos meses.

As ações de tecnologia voltaram a pesar no desempenho do grupo, com a Samsung Electronics Co. adicionando 3,4%. O iene enfraqueceu e o índice australiano S&P/ASX 200 caiu 0,8%, que a Moody’s reduziu as classificações de longo prazo de quatro grandes bancos.

EUROPA

As bolsas da Europa recuaram nesta terça-feira, com as ações das empresas de energia perdendo força com os preços do petróleo derretendo nos mercados internacionais, os piores resultados em nove meses.

Ao final da jornada, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,70% aos 389.21, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,97% aos 20.810; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,95% aos 10.746; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,58% aos 12.814; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,68% aos 7.472; o CAC 40 (Paris) de 0,13% aos 5.317 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,61% aos 5.298.

Os preços do petróleo recuaram depois que a Líbia aumentou o volume de bombeamento e derrubando a commoditie para menos de US$43,00 o barril. As ações das mineradoras e energia fecharam nos níveis mais baixos desde novembro.

O petróleo Brent, referência, para a liquidação de agosto caiu US$ 1,12 para US $ 45,79 o barril nas negociações na Bolsa de Futuros Europeia, com sede em Londres. O WTI, referência global, era negociado em um prêmio de US$ 2,56 para agosto.

No Reino Unido, a libra afundou com o presidente do Banco Central da Inglaterra, Mark Carney, dizendo que ainda está preocupado com o impacto da Brexit na economia local. O banco manteve inalteradas as taxas de juros.
As empresas de alimentos e bebidas subiram 0,5%, as únicas que fecharam em terreno positivo e mantiveram o quarto dia de ganhos.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam no vermelho nesta terça-feira. Os preços das commodities pesaram e derrubaram as ações das energéticas.

Ao final, o S&P ficou em queda de 0,67% aos 2.437; o Dow Jones ficou em queda de 0,29% aos 21.46; e o Nasdaq ficou em queda de 0,82% aos 6.188.

Os investidores também estão temendo que as taxas de juros mais elevadas pelo Federal Reserve desencadearão uma mudança de mercado para as chamadas ações defensivas. As ações defensivas são partes de empresas que fabricam produtos ou fornecem serviços considerados essenciais, independentemente do ciclo econômico, como bens de consumo e utilitários.

O índice de energia caiu 1,3% e as ações das petroleiras estavam entre as mais desfavorecidas como a Transocean caindo 4,2%, a Marathon Oil Corp MRO caindo 3,4% e Hess Corp. escorregando 3,2%.

No Dow Jones, a Chevron Corp caía 0,9%, enquanto a Verizon Communication Inc. VZ,queda de 1,04%.

A queda do Nasdaq, apesar do recorde de ontem, ficou em queda com as ações de tecnologia com preços altos e o temor da formação de uma “bolha” no setor.

Ao final, os contratos de WTI com vencimentos para hoje caíram 1,95% aos US$43,34 na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O petróleo Brent, referência, para a liquidação de agosto caiu US$ 1,12 para US $ 45,79 o barril nas negociações na Bolsa de Futuros Europeia, com sede em Londres.

A cautela também seguirá até a divulgação nesta quarta-feira (21) dos estoques de petróleo dos Estados Unidos pela Agência de Energia.

BRASIL

O Índice Bovespa, o mais importante da bolsa brasileira, derreteu nesta terça-feira, com os investidores digerindo o “Não” para o relatório Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no Senado Federal. Esta teria sido mais uma derrota do governo, quando é esperada também a retomada da discussão sobre a Reforma da Previdência.

Os preços do petróleo, em queda livre nos mercados internacionais, contaminaram as ações das energéticas e, consequentemente, as da Petrobras.

O minério de ferro, que ensaiou uma recuperação na China, não conseguiu sustentar os os papéis da Vale.

Ao final da jornada, o Ibovespa caiu 2,01% aos 60.766 pontos. O volume financeiro ficou em R$8,1 bilhões. O índice de energia elétrica, IEE, recuou 1,02%.

As ações com ganhos
AMBEV ON, alta de 1,12%.

As ações com perdas
Fibria ON, queda de 0,50%; Qualicorp ON, alta de 0,13%; Estacio Part. ON, queda de 7,11%; JBS ON, queda de 5,35%; Brasil ON, queda de 4,17%; Kroton ON, queda de 3,89%; Siderúrgica Nacional ON, queda de 3,53%; Eletrobras ON, queda de 4,10%; Eletrobras PNB, queda de 4,22%.

A Petrobras ON ficou em queda de 2,40% e a PN, queda de 3,50%.

A Vale ON ficou em queda de 2,58% e a PN, queda de 2,87%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Moedas

O dólar comercial fechou em alta nesta terça-feira, com os investidores partindo para ativos mais seguros e deixando o mercado acionário de lado, com o “Não” pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) para a Reforma da Trabalhista.

Ao final, no interbancário, a moeda ficou cotada aos R$3,330 para a compra e R$3,330 para a venda, alta de 1,4%.

O euro ficou em R$3,704 para a compra e R$3, 706 para a venda, alta de 1,2%.

A libra ficou em R$4,205 para a compra e R$4,207 para a venda, alta de 0,60%.

O Banco Central do Brasil (BCB) ofertou 8.200 contratos em swap cambial tradicional.

No cenário externo, o índice Bloomberg Dollar Spot subiu 0,3%, depois de avançar 0,4% na segunda-feira. A medida atingiu o nível mais baixo desde outubro da semana passada.

A libra britânica caiu 0,8% para US $ 1,2631 pelo segundo dia de perdas, como o governador do Banco da Inglaterra, Mark Carney, afirmando que ainda está preocupado com o impacto da Brexit na economia. O banco central manteve as taxas de juros inalteradas.

O euro caiu 0,2% para US $ 1.1126. O iene ganhou 0,1% para 111.445 por dólar. A moeda recuou 0,6% ontem.

Commodities

O petróleo tipo WTI ficou cotado aos US$ 43,34 o barril e queda forte de 1,95%.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,27% a US$56,45 a tonelada seca e com 62% de pureza.


Assuntos desta notícia