Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

(Texto atualizado com mais detalhes)
GENEBRA, 15 Mai (Reuters) – A Coreia do Norte vai se unir
aos esforços internacionais para banir os testes nucleares,
disse nesta terça-feira o embaixador norte-coreano junto à
Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra, Han Tae Song,
durante a Conferência sobre Desarmamento.
A Coreia do Norte, que supostamente realizou seis testes de
armas nucleares, disse que vai desmontar seu único local de
testes nucleares neste mês antes de uma cúpula em 12 de junho
entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder
norte-coreano, Kim Jong Un.
"A interrupção dos testes nucleares e as medidas de
acompanhamento são um processo importante para o desarmamento
global, e a RPDC (República Popular Democrática da Coreia) se
unirá aos esforços internacionais de desarmamento para uma
proibição total dos testes nucleares", disse Han ao fórum de
desarmamento.
Han não mencionou explicitamente o tratado de proibição
completo de testes nucleares, que visa introduzir essa proibição
total.
A Coreia do Norte é um dos chamados Estados do Anexo 2 que
precisam ratificar o tratado para que entre em vigor. Os Estados
Unidos é outro, embora Washington tenha assinado o tratado, o
qual Pyongyang não assinou.
"A RPDC continuará a fazer esforços de paz para alcançar o
desenvolvimento das relações intercoreanas, neutralizar as
tensões militares e remover substancialmente o perigo de guerra
na península coreana", afirmou Han.
(Reportagem de Tom Miles, com reportagem adicional de
Francois Murphy em Viena)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF TR


Assuntos desta notícia

Join the Conversation