Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

(Texto atualizado com mais informações)
SÃO PAULO, 22 Mai (Reuters) – Grandes bancos do país
fecharam acordo para conceder um novo empréstimo à Odebrecht,
que permitirá à unidade de construção do grupo pagar 500 milhões
reais a detentores de títulos, disseram à Reuters três fontes
com conhecimento do assunto.
Itaú Unibanco e Bradesco conjuntamente
devem emprestar 2,6 bilhões de reais em 18 meses, acrescentaram
as fontes. Os contratos estão sendo revisados ??por bancos e
advogados da empresa, mas ainda não foram assinados, segundo as
fontes.
Embora os bancos já tenham aprovado os termos do empréstimo
em seus comitês de crédito, impasses de última hora ainda podem
inviabilizar a transação, acrescentaram as fontes.
Banco do Brasil e Santander Brasil
também avalizaram os esboços do empréstimo e como a garantia
será dividida entre os bancos, de acordo com as fontes.
Se o acordo continuar, a Odebrecht terá mais um ano para
pagar alguns empréstimos, acrescentou uma das fontes.
Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander não se
manifestaram imediatamente. A Odebrecht disse que ainda está em
negociações com bancos.
Sexta-feira é o último dia de carência de 30 dias para o
pagamento de um bônus de 500 milhões de reais da Odebrecht
Engenharia e Construção, vencido em 25 de abril.
Se o título não for quitado, os detentores de títulos podem
declarar inadimplência e dar início ao pagamento antecipado de
quase 3 bilhões de dólares em títulos da empresa.
O jornal O Estado de S. Paulo publicou mais cedo o acordo
dos bancos para o empréstimo de 2,6 bilhões de reais para a
Odebrecht e o Valor Econômico informou que a empresa chegou a um
acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU), no
valor de 2,7 bilhões de reais, que deverá ser assinado em junho.
(Por Carolina Mandl, com reportagem adicional de Tatiana
Bautzer)
((Edição Redação São Paulo, +5511 5644 7719))
REUTERS RBS FB


Assuntos desta notícia