Clicky

MetaTrader 728×90

Por Jeff Mason
WASHINGTON, 5 Jan (Reuters) – Em meio a um tumultuado início
de 2018, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, viajou
nesta sexta-feira para um retiro de dois dias em Maryland com
dois republicanos de alto escalão para estabelecer prioridades
legislativas para o ano e discutir uma estratégia para as
cruciais eleições legislativas de novembro.
Dois dias após comentários explosivos do
ex-estrategista-chefe de Trump Steve Bannon colocarem a Casa
Branca na defensiva, o presidente voou no helicóptero Marine One
para Camp David com líderes do partido, incluindo o presidente
da Câmara dos Deputados, Paul Ryan, e o líder da maioria no
Senado, Mitch McConnell, figuras do establishment republicano
que Bannon criticou no passado.
"Nós temos diversas coisas para trabalhar, diversas coisas
para cumprir", disse Trump a repórteres conforme deixava a Casa
Branca.
Trump alcançou a primeira grande vitória legislativa de sua
Presidência em dezembro com uma reforma fiscal há tempos buscada
por seu partido e seus apoiadores.
O presidente está ansioso por mais vitórias e a Casa Branca
tem buscado políticas de infraestrutura e uma reforma de
programas sociais como principais prioridades. A legislação de
imigração também está na agenda.
Enquanto Trump e McConnell querem trabalhar primeiro em
infraestrutura, Ryan está mais interessado em atacar os chamados
programas de benefícios, como saúde.
Uma autoridade da Casa Branca disse que o planejamento de
legislação será discutido, assim como a prioridade política de
dar a republicanos questões substantivas para destacar antes das
eleições de novembro, nas quais o partido irá lutar para manter
controle do Congresso.
Todos os 435 membros da Câmara e um terço dos 100 membros do
Senado irão concorrer à reeleição. Uma tomada democrata de uma
ou ambas Casas pode reprimir a agenda de Trump.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759))
REUTERS ES


Assuntos desta notícia