Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por William James
LONDRES, 17 Jan (Reuters) – O Partido Conservador, da
primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, pediu a
parlamentares que apoiem a legislação do governo sobre a saída
do Reino Unido em uma votação no Parlamento mais tarde nesta
quarta-feira, alertando opositores que uma tentativa de bloquear
o plano irá provocar caos.
O projeto de lei do Brexit deve passar por sua primeira
barreira na câmara baixa do Parlamento por volta das 17h
(horário de Brasília), em um marco na longa estrada em direção a
cimentar as bases legais para a saída britânica da UE.
O texto revoga a lei de 1972 que tornou o Reino Unido um
membro da União Europeia e que transforma leis da UE em
britânicas. O projeto se tornou um ponto focal para o polêmico
debate sobre qual tipo de separação da UE o Reino Unido deve
buscar, testando a capacidade de May de seguir com sua
estratégia de oficializar a saída mesmo sem uma maioria
parlamentar.
Apesar de diversas concessões do governo e das críticas de
dentro de seu próprio partido, May deve obter uma vitória nesta
quarta-feira que levará o projeto à câmara alta do Parlamento,
amplamente pró-UE, para maior escrutínio.
Falando antes da votação, o presidente do Partido
Conservador, Brandon Lewis, pediu ao opositor Partido
Trabalhista, que se opôs à estratégia de May em quase todas as
rodadas, que apoie o projeto de lei e mostre que não está
tentando reverter o referendo de 2016 sobre a UE.
"Os trabalhistas dizem uma e outra vez que apoiam o
resultado do referendo, e que podem ser confiáveis para agir
responsavelmente, mas hoje isso será testado. Eles podem ou
apoiar este projeto de lei ou votar pelo caos", disse Lewis.
O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, disse que irá
instruir seu partido a votar contra o projeto de lei caso
preocupações como proteção de trabalhadores, meio ambiente e
direitos dos consumidores não sejam discutidas.
Mesmo que o Partido Trabalhista vote contra, May deve
conseguir vencer a votação graças a um acordo com um pequeno e
pró-Brexit partido da Irlanda do Norte. Diversos parlamentares
trabalhistas também podem desafiar Corbyn e ajudar o projeto a
ser aprovado.
A câmara alta do Parlamento, a Câmara dos Lordes, terá meses
para avaliar o projeto de lei antes que seja tornado lei. Embora
muitos da câmara sejam esperados para tentar suavizar a
abordagem ao Brexit, as áreas mais prováveis de mudanças ao
projeto envolvem apenas questões técnicas e constitucionais.
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia