Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

BRASÍLIA, 7 Dez (Reuters) – Em discurso na cerimônia de
sanção da Lei do Novo Fies, o presidente Michel Temer defendeu
nesta quinta-feira a "importante lista de realizações" que o
governo tem tido com o apoio do Congresso Nacional, mas não se
pronunciou sobre a articulação do Executivo para tentar votar,
ainda este ano, a reforma da Previdência na Câmara.
Na maioria das últimas falas públicas de Temer, seja em
declarações públicas e em entrevistas, Temer tem se manifestado
sobre o assunto. O governo tem tido dificuldades para conseguir
apoio dos partidos da base para colocar a reforma em votação.
Numa fala de 7 minutos, Temer exaltou as realizações que
teve em um ano e meio de governo.
"Em um ano e meio de governo, vejo que o Mendonça (Filho,
ministro da Educação) e todos registraram, pouco tempo de
governo, mas eu vejo que nós todos podemos fazer muita coisa
juntos e já temos importante lista de realizações, aliás,
realizações feitas com o apoio do Congresso Nacional", disse.
O presidente listou a reforma do ensino médio, aprovada por
meio de medida provisória, e a introdução da política de fomento
à educação integral nas escolas. Ele disse que há uma
"integração absoluta" entre os ministérios do governo.
"Eu e muitos dos senhores e senhoras temos uma longa estrada
política e acompanhamos muitos governos e sabemos, muitas das
vezes, que há divergências, há disputas entre ministérios e
setores da administração pública, evidentemente o nosso governo
se pautou desde o primeiro momento pelo diálogo com o Congresso
Nacional, com a sociedade, o que se verificou? Foi um intenso
diálogo extremamente produtivo entre os vários setores da
administração pública federal", disse.

(Reportagem de Ricardo Brito; Edição de Alexandre Caverni)
(([email protected]; 55-11-56447702; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation