Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

WASHINGTON, 13 Abr (Reuters) – Michael Cohen, o advogado
pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tentará
impedir nesta sexta-feira uma ação civil de difamação
apresentada pela atriz pornô Stormy Daniels, cujo advogado disse
acreditar que Cohen se recusará a testemunhar se a iniciativa
fracassar.
Na quinta-feira Cohen notificou o Tribunal Distrital de Los
Angeles que pretende pedir uma suspensão do processo de Stormy
contra si e Trump "devido a fato de que uma investigação
criminal em andamento se sobrepõe aos fatos deste caso", uma
referência à possibilidade de seu depoimento ser usado pelos
procuradores para preparar um processo criminal relacionado
visando o próprio Cohen.
Cohen, que negou qualquer irregularidade, está no centro de
uma polêmica relativa a um pagamento de 130 mil dólares à atriz,
cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford. Ela alegou que fez
sexo com Trump uma vez em 2006 e que foi paga pouco antes da
eleição de 2016 para silenciar a esse respeito. Stormy afirma
que as negativas de Cohen o retratam como um mentiroso e o
processou por difamação.
O FBI fez buscas no escritório e na casa de Michael Cohen na
segunda-feira, parte de um inquérito sobre possíveis fraudes
bancárias e tributárias e possíveis violações de campanha
ligadas ao pagamento, disse à Reuters uma fonte a par da
investigação.
(Por Lisa Lambert e Karen Freifeld)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759))
REUTERS ES


Assuntos desta notícia

Join the Conversation